Piso interno para Piscina

Piso interno para Piscina
Rate this post

Existem dois tipos de piscinas, as construídas e as pré-fabricadas. Então, o piso interno para piscina pode ser escolhido de acordo com o tipo da sua piscina. A primeira, construída, é produzida em alvenaria ou concreto armado. Por outro lado, a segunda, pré-fabricada, é feita com fibra de vidro ou vinil.

O modelo de concreto armado, que é feito com estrutura de ferro, seguida pela de alvenaria, é a mais resistente. Por isso, esse é o material mais utilizado em piscinas de um modo geral. Além disso, em relação ao piso interno para piscina, não há limitação para o concreto. Elas podem ser feitas em qualquer lugar, terreno, altura ou nível e isso é uma grande vantagem. Sem contar a possibilidade de poder assentar outros tipos de piso de acordo com a sua preferência.

Piso cimentício para piscina – Modelos

publicidade


Em contrapartida, a fibra de vidro e vinil têm menor custo e ainda levam vantagem no tempo de instalação. Dessa forma, você acaba economizando mão de obra, tempo e dinheiro. Outro benefício das pré-fabricadas é a manutenção. Pois por se tratar de uma peça única, confeccionada com solda eletrônica, ela não possui nenhum rejunte. Portanto, ganha no acabamento e na praticidade da limpeza.

Piso interno para Piscina

Veja a seguir quais são os tipos de piso interno para piscina que mais fazem sucesso entre os arquitetos.

Modelos de piso interno para piscina

São diversos modelos de piso interno para piscina que permitem você a diversificar e inovar. Cada material pode ser trabalhado de um jeito e, com isso, sua piscina pode ficar ainda mais diferente e moderna.

Veja a seguir quais são os materiais mais usados para revestimento interno de piscina:

Conheça modelos de piso interno para piscina mais aplicados e suas diferenças:
Azulejo Disponível em diversas formas e cores, o produto é um dos mais tradicionais e de baixo custo. Sua aplicação é semelhante à realizada em banheiros e outras áreas molhadas. Dependendo da cor escolhida, a água poderá assumir diferentes tonalidades. São mais sujeitos à criação de limo, mas sua limpeza não requer grandes sacrifícios. Basta aplicar sabão em uma escova apropriada, geralmente de náilon, e esfregar bem, até a sujeira se desprender para o fundo da piscina
Pastilha de vidro Geralmente são mais caras do que a cerâmica e o azulejo, e a instalação demanda mão de obra especializada. A vantagem da pastilha é que, por ser pequena, ela acompanha o desenho da piscina, independentemente das curvas. De fácil limpeza, as pastilhas não requerem produtos especializados. Para conservá-las limpas e bonitas, basta água e sabão, porém, deve-se tomar cuidado com a lavagem do rejuntamento com soluções de ácido, que podem comprometer sua durabilidade.
Cerâmicos Com aspecto esmaltado, fosco ou rústico, há revestimentos cerâmicos de diversos tamanhos e cores. O material é resistente aos raios ultravioletas, aos produtos químicos e à movimentação da estrutura da piscina, por isso é um dos mais duráveis. As cerâmicas não acumulam tanta sujeira, e são imunes ao crescimento dos fungos. Por isso, grande parte das piscinas públicas ou de competição é revestida com esse material.

Mais opções de piso interno para piscina:

Vinílicos As piscinas vinílicas são fabricadas em estrutura de alvenaria ou concreto e revestidas com um bolsão de vinil. De rápida instalação e baixo custo, o produto também tem o benefício de ser impermeável. Dispensa rejunte e é de fácil limpeza, no entanto, se houver necessidade de manutenção do tanque da piscina ou eventuais furos no vinil, será preciso chamar empresas especializadas para fazer os reparos.
Fibra de vidro Possui superfície lisa e não apresenta pontos para acúmulo de sujeira, fungos e bactérias. Assim como o vinil, é de rápida instalação e não oferece risco de vazamento. Porém, dependendo da aplicação, o material pode ocasionar bolhas na superfície. De grande durabilidade, acumula pouca sujeira porque não tem rejuntamento. No entanto, é importante evitar a limpeza com palha de aço ou outro material abrasivo, para não arranhar o material.
Pedras Mesmo sendo de custo mais elevado, as pedras decorativas vêm conquistando espaço neste mercado.  Entre as mais recomendadas, estão as vulcânicas, como a Hijau, proveniente da Indonésia, que possui aspecto liso e mantém a água com uma tonalidade azulada ou esverdeada, semelhante ao mar. Já a pedra mineira faz com que a piscina assuma uma aparência mais amarelada. Por ser de alta porosidade, tende a acumular mais sujeira. A limpeza deste revestimento poderá ser feita com detergente neutro e água, com o auxílio de uma vassoura de pelo duro ou lavadora de alta pressão. Porém, para desencardir o material, é recomendável contratar mão de obra especializada.
Piso interno para Piscina

Como escolher o piso interno para piscina

Com essa variedade de modelos e opções de piso interno para piscina o ideal é que você escolha aquele que atenderá às suas expectativas. Ou seja, que tenha um bom preço, que combine com o seu projeto e tenha as características do seu ambiente.

Piso interno para piscina

Então, basta saber como é a piscina dos seus sonhos e como você gostaria que fosse sua parte interna. Depois disso invista no seu projeto e idealize sua piscina de modo que ela combine com você e sua casa.

Não se esqueça que independente do piso interno para piscina que você escolher, a impermeabilização é fundamental para evitar vazamentos. E, além disso, ela serve até mesmo garantir a qualidade da água e a integridade estrutural da sua piscina. A impermeabilização pode ser executada de várias formas, com argamassas aditivadas com cristalizantes, pinturas cimentícias, semielásticas, poliureia, manta asfáltica, entre outras. Veja com o mestre de obras a melhor opção para sua piscina.

Piso interno para piscina

 

publicidade

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *